terça-feira, 4 de agosto de 2009

>Dismenorreia

­
Música sem sentido para ouvidos desconexos
Invólucro partido; dissonantes retrocessos
A provar do amável gosto da vaselina
Que imprime amargo posto na vagina
Que escorre brilho falho e tão-somente ralo
Fazendo cuco-cuco, fagocita o falo
E estimula o muco: (in)fere a galinácea ao molho pardo

***

Um comentário:

Sabrina MCosta disse...

você!
e seus escritos escrotos.
=*